4 novidades sobre o COVID-19 que podem alegrar o seu final de semana

Sabemos que o mundo está aprendendo a lidar com o COVID-19 e por isso todos os dias vemos notícias sobre as últimas descobertas relacionadas ao vírus. Pensando nisso, hoje nós trouxemos 4 novidades que podem tranquilizar o viajante corporativo antes de embarcar em sua próxima viagem. 

1. A Pfizer está produzindo um medicamento contra o COVID-19 e na terça-feira eles assinaram um acordo com o Medicines Patent Pool para permitir que outros fabricantes façam a sua versão da pílula. Tal medida irá permitir que as empresas de medicamentos genéricos produzam a pílula para uso em 95 países, representando cerca de 53% da população mundial.

As autoridades de saúde disseram que o fato de o acordo ter sido fechado antes mesmo de a pílula da Pfizer ser autorizada em qualquer lugar poderia ajudar a acabar com a pandemia mais rapidamente.

“É bastante significativo que seremos capazes de fornecer acesso a um medicamento que parece ser eficaz e acaba de ser desenvolvido, para mais de 4 bilhões de pessoas”, disse Esteban Burrone, chefe de políticas do Medicines Patent Pool, a organização de saúde pública que está negociando com a Pfizer. Ela é localizada na Suíça e conta com o apoio da ONU. 

2. Agora a dose de reforço para adultos faz parte oficialmente do esquema completo de vacinação, o que significa que todos os adultos devem tomar uma terceira dose da vacina, aumentando a proteção contra o vírus. 

Antes a recomendação era que se esperasse 6 meses para tomar essa dose de reforço, mas agora o prazo caiu para 5 meses. O ideal é que a terceira dose seja de uma marca diferente das duas doses iniciais, já que isso pode fazer a porcentagem de proteção subir. 

“Observou-se o surgimento de demandas específicas de brasileiros que necessitam viajar para outros países, que são relacionadas ao tipo de imunizante recebido no Brasil e o exigido pelos órgãos regulatórios regionais dos países de destino”, justificou a nota técnica do Ministério da Saúde que fala sobre a terceira dose. “Mesmo completamente vacinados no Brasil, algumas pessoas poderão enfrentar limitações de acesso ao país de destino ou ser submetidas ao cumprimento de regras de quarentena, o que poderia culminar em atrasos e eventuais suspensões de viagens.”

3. O Brasil ultrapassou os Estados Unidos na taxa de vacinação completa contra o COVID-19. Segundo dados da Our World in Data, o Brasil já tem 59,75% da população com esquema de vacinação completo, enquanto os EUA estão com 57,62%. Já quando falamos apenas da primeira dose, o Brasil (75,85%) está na frente de países como Alemanha (69,49%) e Reino Unido (74,16%). 

No Brasil nós estamos vacinando crianças a partir de 12 anos e a Pfizer realizou um pedido de liberação para a Anvisa pedindo que crianças na faixa etária entre 5 e 12 anos também possam se vacinar. Lembrando que a imunização de crianças acima de 5 anos já está liberada nos EUA, então podemos esperar que a porcentagem de imunização do Brasil cresça ainda mais em relação ao país. 

4. Na quarta-feira foram registradas 374 mortes por Covid em 24 horas, sendo que a média móvel de casos confirmados foi a menor em mais de 1 ano e meio. Atualmente são cerca de 9.335 casos registrados diariamente, enquanto a média móvel se mantém estável em 260 nos últimos 7 dias.

 

Fonte: G1

Se você ainda não estava totalmente seguro de que esse momento é propício para viagens, esperamos que essas notícias tenham te tranquilizado. Uma das consequências dessa estabilidade é que 75% dos viajantes corporativos esperam viajar mais agora do que no pré-pandemia, segundo pesquisa da consultoria Oliver Wyman.

E se precisar de viagens corporativas, a Portão 3 está aqui para te auxiliar a realizá-las, garantindo o duty of care  dos seus funcionários durante esse período de incertezas. 

Deixe um comentário

Voltar para o topo