Como fazer uma gestão de riscos efetiva para viagens?

Home / Carreira / Como fazer uma gestão de riscos efetiva para viagens?
Como fazer uma gestão de riscos efetiva para viagens?

Você concorda que é melhor se antecipar do que ser surpreendido, certo? Mas você sabe como fazer isso? Com uma gestão de riscos efetiva, você vai conseguir elaborar planos de viagem melhores, de forma a entregar uma melhor experiência ao viajante.

E afinal, o que é gestão de riscos? É uma forma de identificar, avaliar e monitorar possíveis riscos que uma empresa pode vir a ter. Ela visa minimizar ou eliminar os efeitos dos riscos à organização utilizando-se de várias técnicas de gestão.

Para isso, trouxemos algumas dicas que podem te ajudar:

Identifique os riscos

Os riscos são aquelas situações que podem afetar diretamente no resultado final da sua viagem e consequentemente trazer prejuízos tanto financeiros quanto operacionais para a empresa. É importante saber o que pode afetar a viagem, como vôos cancelados, hotéis cheios, possíveis acidentes, entre outros.

Analisar os riscos

Ao analisar os riscos, deve-se colocar na balança quais são os mais prováveis de acontecer, as suas causas e consequências, além de qual seria o impacto sobre a viagem.

Na imagem abaixo, é mostrado uma matriz de riscos, que pode ser utilizada para fazer essa análise:

Tabela de avaliação de riscos
(Fonte: Blog do Luz)

Avaliar os riscos

Logo após analisar os riscos, é necessário avaliar quais devem ser prioridade e quais podem ser deixados em segundo plano. É mais provável um funcionário não ser produtivo durante a viagem ou acontecer um evento natural que o impeça de trabalhar? Tudo isso deve ser avaliado para entender com o que faz mais sentido se preocupar.

Tratar os riscos

É importante pensar em soluções para esses possíveis riscos de antemão e elaborar soluções alternativas para que o viajante não fique sem saída. Entretanto, deve-se atentar para que tipo de solução está sendo proposta. É algo factível? É uma solução de fácil execução?

Monitorar os riscos

Assim que a viagem a trabalho começar de fato, é recomendável manter canais de comunicação com todas as partes envolvidas, de forma a conseguir solucionar problemas de forma rápida. Esse monitoramento também serve para saber se tudo está correndo como planejado e se acontecer algo fora do previsto, será possível agir imediatamente.

Registrar dados para aprimorar a gestão de riscos
E por fim, lembre-se sempre de registrar todos os dados, para que em futuras viagens o processo de gestão de riscos seja feito de forma mais estruturada e mais ágil.

Você acredita que faz uma boa gestão de riscos para as viagens corporativas da sua empresa? Apesar de ser algo tão simples, pode gerar diversos obstáculos para o sucesso da sua viagem, portanto, fique atento!

Leave a Reply

Your email address will not be published.