Descubra quais são as melhores cidades para fazer negócios no Brasil

Você já pensou que em algumas cidades é mais fácil desenvolver negócios em determinados setores? Que tal ficar sabendo quais são essas cidades? Nós trouxemos para você!

O estudo de Melhores Cidades para se Fazer Negócios é realizado pela Urban Systems para a Revista Veja todos os anos. Eles avaliam as cidades mais atrativas, considerando algumas condições específicas.

No ano de 2020, o estudo foi realizado levando em consideração as consequências que a pandemia trouxe para a maioria dos diferentes segmentos econômicos. 

Para realizar a pesquisa, alguns indicadores que impactam o desenvolvimento dos setores foram considerados. Estes indicadores estão atrelados aos seguintes eixos: evolução do setor, oferta concorrente, impacto da pandemia no setor, demanda e/ou crescimento da demanda, infraestrutura complementar. 

MELHORES CIDADES NO COMÉRCIO

Começando pelo setor comercial, algumas análises foram muito importantes para chegar no resultado final. Primeiramente, foi analisada a quantidade de empregos que possuem uma remuneração acima de 5 salários mínimos no setor, além do percentual de crescimento da renda do trabalhador. Também foi considerado o aumento do número de estabelecimentos comerciais, além da quantidade de vagas de emprego. E por último, o crescimento populacional, e a qualidade da internet de cada cidade, pois isso reflete diretamente na quantidade de público consumidor e na facilidade que eles possuem para consumir. 

Melhores cidades para negócios

Além de uma menor oferta concorrente, uma cidade precisa ter crescimento de demanda, renda média elevada e fluxo de pessoas, para que seja considerada destino de investimento no Comércio.

Barueri atende a todas essas questões, além de estar inserida em uma região rica, conturbada com São Paulo e polo de empregos qualificados, o que maximiza a sua demanda. Nota-se também que apesar dos impactos na saúde, a economia da cidade foi menos impactada pela pandemia

Willian Rigon, Diretor de Marketing da Urban Systems

SERVIÇOS

Seguindo para o setor de serviços, além de analisar a remuneração dos trabalhadores do setor e o crescimento de estabelecimentos, também é analisada a qualidade da internet, a qualificação dos profissionais, e a quantidade de empresas de grande porte na cidade. 

Apesar do impacto nos empregos formais do setor de serviços, a cidade de Florianópolis é um importante polo de inovação e empreendedorismo no país. Seu ecossistema e infraestrutura disponíveis permitem o desenvolvimento de ambientes propícios para negócios atrelados a comunicação, inovação, tecnologia e coligados. O turismo, impactado como em outras regiões do país e do mundo, deve retomar, aproveitando a particularidade da cidade e as épocas de festas e verão.

Willian Rigon, Diretor de Marketing da Urban Systems

MERCADO IMOBILIÁRIO

Além dos índices já citados, como empregos com alta remuneração e crescimento das empresas do setor, ao analisar o mercado imobiliário, também foi levado em consideração a quantidade de novos domicílios.

A pesquisa do Mercado Imobiliário, realizada pelo departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP, apurou em setembro de 2020 a comercialização de 5147 unidades residenciais novas na cidade de São Paulo. Em relação a setembro de 2019, o crescimento foi de 19,2%. No acumulado de 12 meses (outubro de 2019 a setembro de 2020), o aumento foi de 12,7% em relação ao período anterior (outubro de 2018 a outubro de 2019).

MELHORES CIDADES EM EDUCAÇÃO

A avaliação do setor da educação é diferente e por isso leva em consideração outros fatores. Além de considerar as matrículas na educação básica e superior, também analisa o número de escolas,  e a quantidade de alunos por escola, além do saldo de empregos na área. 

A cidade de São Paulo representa 15% das matrículas do ensino superior do país. Já na educação básica, representa 10,7%. Além de um crescimento de 2,49% no número de instituições de educação. Vale ressaltar que o ranking não avalia a qualidade de ensino, mas a oferta e a procura do setor.

INDÚSTRIA

Empregos com alta remuneração, quantidade de estabelecimentos, número de exportações, e a distância do aeroporto e/ou porto são alguns dos principais fatores que devem ser analisados nas cidades. 

O Polo Industrial de Camaçari é responsável por R$1 em cada R$5 em riquezas produzidas pela indústria baiana. De lá saem quase 30% de tudo o que a Bahia exporta e aproximadamente 10% da arrecadação estadual.

A cidade de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, vai receber cerca de R$31 milhões da indústria do grupo Imetame Energia. De acordo com informações da Secretaria de Comunicação (Secom), a empresa já está operando há dois anos e fará a ampliação no hub de tratamento de gás, malha de tubulação para escoamento do gás e atendimento a Unidade Termelétrica II e III.

AGROPECUÁRIA

O mapeamento da agropecuária foi feito através da análise dos empregos com alta remuneração no setor, além do crescimento da produção de lavoura (tanto permanente quanto temporária), além da produtividade, crescimento da pecuária, e exportação agropecuária de cada cidade.

O principal polo produtor de uvas para exportação do Brasil é o Vale do São Francisco, na divisa entre Bahia e Pernambuco. As cidades de Juazeiro (BA) e Petrolina (PE) são as que mais se destacam.

No primeiro, houve um aumento de 21% no comércio exterior, chegando a 1,5 mil toneladas enviadas para fora do país. Enquanto isso, no segundo, houve queda de 18,6% – mas o município continuou liderando por uma ampla margem, com exportações de 6,5 mil toneladas de uvas.

Se você quer expandir o seu negócio, essas dicas irão te ajudar bastante! O que você achou dos rankings? Conta para a gente nos comentários em qual cidade você trabalha e se você, viajante corporativo, já teve alguma experiência em um desses lugares!

E se quiser ler mais artigos no nosso blog, fique à vontade, clicando aqui!

Deixe um comentário

Voltar para o topo