Gestão de custos de mobilidade: saiba como consolidar todas as despesas

gestão de custos em mobilidade

Toda empresa precisa de um planejamento de custos para ser possível analisar todos os gastos e custos referentes a sua produção efetiva.

Isso inclui ter controle de ações como aquisição de mercadorias e de matérias primas, acerto de salários, pagamento de impostos e outras atividades.

A gestão de custos de mobilidade é algo que vai exigir uma visão além das linhas de despesas mensuráveis associadas a uma realocação.

É um conceito feito para promover o transporte sustentável e gerenciar a demanda de uso dos automóveis até que todos os colaboradores usem um transporte mais eficiente e integrado.

A maior vantagem de ter esse foco é que as medidas de gestão da mobilidade não exigem, necessariamente, grandes investimentos financeiros e podem promover elevado custo-benefício.

O principal desafio será conseguir manter o controle prevendo todos os gastos ao longo do tempo com essa demanda, bem como buscar maneiras de providenciar as receitas necessárias para honrá-los.

Também é importante determinar estratégias para reduzir custos e todos esses processos colaboram com a precificação das mercadorias e/ou serviços prestados.

Na verdade, controlar os custos corporativos é uma das responsabilidades de uma equipe de finanças e de um empreendedor que tem o objetivo de tornar o seu negócio cada vez mais sólido, lucrativo e duradouro.

Isso tudo é importante porque o sucesso de uma empresa depende, de alguma forma, tanto da definição dos preços do que será disponibilizado pela empresa quanto da administração de capital – o que deve ser suficiente para arcar com todos os pagamentos além de gerar lucros.

Por tudo isso, conhecer detalhes técnicos do planejamento de custos é muito importante, até para ter condições de tomar decisões relacionadas com outras questões importantes (como escolher um software para controle financeiro mais adequado para as demandas do seu negócio).

Continue acompanhando para destrincharmos ainda mais o assunto! Aproveite para esclarecer suas principais dúvidas sobre gestão de custos de mobilidade e conhecer melhor a Portão 3.

Mas, afinal, como funciona o planejamento de custos corporativos?

Controlar as finanças é algo indispensável para consolidar um empreendimento de todo segmento e de qualquer porte. Se não houver essa preocupação, existe o risco de fechar as portas no início de sua implantação. 

Enxergando de forma clara as obrigatoriedades financeiras de uma empresa, gerencia-se uma empresa analisando os possíveis riscos para que haja chance de reduzi-los.

O planejamento de custos de uma empresa, então, tende a consolidar as informações sobre o desempenho de atividades principais e também seus rendimentos, além de contribuir com o desenvolvimento e controle de todas as operações.

Nesse contexto, a gestão de mobilidade é essencial dentro do planejamento de uma empresa. O problema é que mesmo quando os profissionais de uma empresa conseguem quantificar gastos com mobilidade, não é difícil que haja despesas e ineficiências ignoradas quando deixam de calcular o verdadeiro custo da mobilidade. 

 Por esse motivo, produzimos este conteúdo! Continue acompanhando e saiba como é imprescindível montar estratégias inteligentes e eficientes para seu programa de mobilidade.

Como conduzir um gerenciamento de custos de uma empresa sem negligenciar a gestão de mobilidade?

Após finalizar o processo básico de uma gestão de custos – que é poder identificar quais são gastos fixos ou variáveis -, o planejamento de custos começa a tomar sua verdadeira forma.

Antes, a principal recomendação era que os responsáveis por esse departamento montassem uma tabela, uma planilha em Excel, por exemplo, para conseguir identificar qual o percentual de gasto com cada custo. Hoje o ideal é ter uma plataforma de controle financeiro para não cometer nenhum tipo de erro e nem esquecer de registrar informações importantes.

Essa é a melhor e mais fácil maneira de verificar quais os valores pagos são  mais altos e também de poder identificar os motivos de serem altos com base em dados reais.

Em seguida, findando toda a análise dos custos, existem maiores possibilidades de encontrar oportunidades de reduzir custos e otimizar os investimentos na organização – inclusive os custos com mobilidade

Se o planejamento de custos de um negócio não garante saúde organizacional, pode interferir negativamente em seus resultados, o que vai impactar negativamente os índices de produtividade e, consequentemente, de arrecadação. E um dos fatores que têm relação direta com a qualidade de vida dos colaboradores é o deslocamento.

Ou seja, investir recursos em estratégias para mobilidade é agregar valor à sua marca, de modo que seus colaboradores continuem empenhados em fazer o melhor trabalho para sua empresa porque são valorizados.

Qual a relação de um profissional de finanças com a gestão de mobilidade?

O planejamento de custos de uma empresa tem a ver com a visão da empresa, com a disciplina da equipe ou essas próprias características do profissional responsável pelo levantamento das informações, pela realização de análises para identificar melhores medidas financeiras (levantando um diagnóstico do cenário empresarial).

Portanto, se você está tendo problemas com a gestão de custos de mobilidade ou é um desafio novo para sua carreira, saiba o que fazer para controlar custos de mobilidade.

Saiba como controlar seus custos de mobilidade!

Gestão de custos é uma prioridade que está entre as mais importantes para a grande maioria das empresas que visam atrair novos talentos e ter o melhor índice retenção de funcionários. 

Isso vai colaborar com o crescimento dos negócios, porque haverá uma estratégia para alinhar práticas que impulsionam o impacto organizacional positivo. No entanto, poucas das partes interessadas em mobilidade realmente conseguem ter um panorama mais preciso de quanto a empresa gasta com realocação por colaborador.

Existem alguns sinais de alerta de que podem revelar as principais ineficiências que podem estar atrapalhando o seu programa de mobilidade – o que só vai aumentar custos e diminuir o retorno sobre o investimento (ROI) do mesmo. Veja quais são:

  1. Inconsistência na inscrição política da empresa;
  2. Disparidade de custos por funcionário associada a falta de falta de ajustes no índice de deslocamento de cada um;
  3. Gerentes financeiros sem visão completa do programa de gestão de custos com mobilidade;
  4. Falta de interesse em mobilidade ou de reconhecer quais são os meios mais adequados para esse investimento.

Agora você já sabe quais são os principais erros e pode se esforçar para não colocar sua gestão de mobilidade em risco.

Para saber mais, a Portão 3 tem uma equipe especialista e disponível para te ajudar! Entre em contato.

A Portão 3 é a melhor solução para Contas a Pagar de médias e grandes empresas. Converse agora mesmo com um dos nossos especialistas para você saber mais sobre os melhores produtos para uma experiência de gestão financeira mais prática, completa e flexível!

Leave a Reply

Your email address will not be published.