Como é feito o cálculo do lucro operacional financeiro

lucro operacional

Antes de mais nada, vamos explicar o que é Lucro Operacional. É um indicador usado para entender quanto é a rentabilidade da sua empresa. Ou seja, um jeito de calcular o quanto os negócios operacionais da sua empresa estão rendendo. Uma espécie da avaliação da saúde da empresa. Quanto é que o seu negócio está gerando com sua atividade, ou seja, algo importante para qualquer planejamento financeiro e setor de Contas a Pagar.

O lucro operacional deve estar no DRE (Demonstrativo de Resultados do Exercício), que é o relatório usado para entender as finanças da sua empresa com os dados organizados dos resultados em um determinado período de tempo, uma das mais importantes ferramentas de análise financeira.

O lucro operacional é calculado a partir do lucro bruto, depois de descontar os gatos com a parte administrativa, comercial e operacional. Com esses números em mãos, encontrasse o lucro operacional da empresa.

Assim, o lucro operacional mostra um prisma mais macro de como está a saúde financeira do seu negócio.

Resumindo. Para calcular o lucro operacional da empresa, basta fazer a seguinte conta, como na fórmula a seguir:

Lucro Bruto – Despesas Operacionais + Receitas Operacionais = Lucro Operacional

Mas, afinal, o que são essas despesas citadas acima?

As despesas operacionais são aquelas que são as principais no seu negócio, tidas como as despesas primárias, caso dos pagamentos aos colaboradores e, se for o caso, o aluguel do imóvel onde fica a empresa, administrativas.

As despesas administrativas são aquelas cujos gastos não têm relação com o negócio principal da empresa, mas que fazem parte do todo, como benefícios, telefonia, contratações, materiais.

As despesas comerciais são aquelas importantes para que seu negócio funcione, como publicidade, comissão etc.

As despesas diversas são quelas que existem no cotidiano e não entram na principal atividade da empresa, mas que precisam contar na administração do negócio.

Vamos mostrar de forma mais clara como funciona essa fórmula na prática

Vamos supor que seu negócio vendeu em abril R$ 20.000,00 em aparelhos celulares. Contudo, houve R$ 2.000,00 em devoluções, R$ 1.000,00 em descontos e R$ 5.000,00 em impostos.

A conta da receita líquida fica da seguinte forma:

Venda de celularesR$ 20.000,00
DevoluçõesR$ 2.000,00
DescontosR$ 1.000,00
ImpostosR$ 5.000,00
Receita líquidaR$ 12.000,00

Porém, desse valor, o custo para a produção dos celulares vendidos foi de R$ 4.000,00.

O Lucro Bruto, então, foi a diferença entre a receita e os custos.

Receita líquidaR$ 12.000,00
Custo de produção dos celularesR$ 4.000,00
Lucro brutoR$ 8.000,00

Agora, basta subtrair as despesas operacionais (podemos usar o valor de R$ 2.000,00) e somar as receitas da operação (vamos usar o valor de R$ 4.000,00).

A conta final para chegarmos ao Lucro Operacional fica assim:

Lucro brutoR$ 8.000,00
Despesas operacionaisR$ 2.000,00
Receita operacionalR$ 4.000,00
Lucro operacionalR$ 10.000,00


Com esses dados em mãos, a empresa pode mostrar o quanto é capaz de gerar caixa e, como consequência, mostrar o quanto pode ser atrativa para possíveis investidores, algo essencial na hora da avaliação.

O lucro operacional é capaz de medir como está o desempenho do seu negócio.



Como a Portão 3 pode ajudar?

A Portão 3 é a melhor solução para Contas a Pagar de médias e grandes empresas e pode te ajudar a implementar um sistema mais inteligente de organização de notas fiscais e todo o sistema financeiro. 

Converse agora mesmo com um dos nossos especialistas para você saber mais sobre os melhores produtos para uma experiência de gestão financeira mais prática, completa e flexível!

Leave a Reply

Your email address will not be published.