É preciso fazer um seguro viagem específico para viagens corporativas?

É preciso fazer um seguro viagem específico para viagens corporativas?

Se você vai viajar a trabalho ou é responsável por planejar viagens corporativas para os colaboradores da empresa em que trabalha, você precisa saber de uma vez por todas que EXISTEM planos de seguro projetados especificamente para esse tipo de viagem.

Inclusive, como é de se esperar, o seguro viagem é indispensável para qualquer funcionário que precisa realizar viagens a trabalho – uma vez que a organização fica responsável pela segurança de sua saúde e bem-estar do início ao fim desse trajeto.

Em razão disso, essa modalidade também é muito importante para o negócio – já que a falta desse recurso pode implicar em processos e até prejuízos com a reputação da marca em casos de imprevistos ao longo do percurso.

Saiba mais sobre esse assunto e esclareça todas as suas dúvidas!

O que é e como funcionam os planos de seguro viagem para empresas?

Geralmente, as seguradoras se referem a esse tipo de seguro como categoria  “business” ou “seguro executivo”, e podem apresentar mais benefícios do que encontramos nos planos destinados ao público em geral. 

Este seguro viagem é necessário porque proporciona, ou melhor dizendo, libera todo o suporte de atendimento médico ao funcionário ou soluções para outros problemas (inclusive financeiros) que são mais comuns em uma viagem de negócios. Ou seja, quem viajar por uma empresa com seguro viagem estará devidamente amparado.

Por sua vez, essa modalidade também garante mais economia para a empresa do que se fossem custear todas as pendências necessárias na tentativa de sanar possíveis problemas – além de ser uma obrigação. 

É importante frisar que existem planos de seguro para viagens corporativas em destinos nacionais e outros planos para viagens internacionais a trabalho. Sendo assim, cabe à empresa optar pelos planos de seguro viagem que atendem suas necessidades e cumprem com sua responsabilidade.

Os planos contratados podem variar muito – principalmente quando a viagem engloba vários funcionários de uma só vez ou quando mais de um funcionário acaba tendo que se deslocar ao mesmo tempo. 

Confira quais são as possíveis coberturas desse tipo de seguro!

  • Seguro de equipamento: quando o seguro de viagem cobre furto e danos a dispositivos móveis corporativos ou pessoais;
  • Passe para novos executivos: caso o empregado despachado adoeça, a seguradora providenciará novo passe para sua substituição na consulta profissional;
  • Serviços de concierge: as seguradoras fornecem informações sobre hotéis, restaurantes e outras informações sobre as cidades onde os executivos estão localizados.

Outras coberturas necessárias

Além das proteções adicionais acima, o seguro de viagens da empresa também deve incluir as proteções básicas e ideais de cada plano:

  • Cobertura de Despesas Médicas Hospitalares (DMH): valor total que o plano pagará por cuidados médicos;
  • Seguro médico: reembolso de despesas médicas após alta hospitalar ou tratamento médico;
  • Retorno médico: conforme decisão médica, o retorno do segurado ao seu local de origem será reembolsado;
  • Alojamento de acompanhantes e familiares: O acompanhante determinado pelo médico reembolsará ao segurado o valor das despesas;
  • Recuperação em hotel: reembolso de despesas ou prestação de serviços em caso de casos médicos que não podem continuar a viajar;
  • Passagem aérea de ida e volta para familiares: é o seguro que o médico acredita que deve ser hospitalizado por mais de 48 horas;
  • Guia para Perda de Documentos e Cartões de Crédito: garantia ao segurado que caso os documentos necessários para a continuidade da viagem sejam perdidos ou roubados, a seguradora fornecerá informações sobre a autoridade competente para obtenção de novo passaporte ou outras providências informativas necessárias;
  • Seguro de bagagem perdida: inclui o pagamento de indenização ao segurado, bem como as despesas que a empresa responsável pelo transporte deverá ter pago;
  • Atraso de bagagem: pagamento da compra de itens pessoais devido ao atraso de bagagem.

Seguro corporativo e seguro regular: quais são as diferenças?

A principal diferença entre o seguro de viagens corporativas e o seguro de viagens geral é a cobertura fornecida. 

Os planos da empresa geralmente têm cobertura específica para atender às necessidades de viagens de negócios. Mesmo assim, os seguros para viagens corporativas devem ter todas as coberturas comuns de um seguro.

Outra diferença é o preço. Normalmente, as empresas alcançam um valor mais baixo comprando grandes quantias de seguro para todos os funcionários.

Seguro de viagens de negócios: planos de grupo ou individuais

A empresa pode optar por ser um empreendimento coletivo – quando vários funcionários estão na mesma viagem de negócios -, ou individualizados para pessoas físicas (para um ou poucos funcionários).

Em circunstâncias normais, a empresa firma um seguro coletivo diretamente com agências de viagens ou seguradoras e negocia um desconto na quantidade.

Atenção: muitas empresas usam cartões corporativos que incluem seguro de viagem, mas você deve estar ciente dessas diferenças. 

Certos cartões de cobrança de passagens aéreas oferecem seguro para os passageiros. No entanto, o cartão corporativo de taxa completa oferece seguro apenas para o titular do cartão. 

Nesse caso, isso significa que se você usar o cartão com titularidade de outra pessoa, não será sobrescrito. 

Certifique-se de que o seguro é válido para o (a) funcionário (a) em viagem antes que o embarque seja realizado.

E quanto aos reembolsos?

Em alguns casos, as taxas são cobradas diretamente da empresa contratante. Em outros casos, serão devolvidas. 

É importante informar as condições do seguro para evitar constrangimento aos colaboradores.

Caso queira mais dicas para viagens corporativas, continue acompanhando o Blog Portão 3! Se precisar de suporte com essa questão, conte com nossa especialidade.Ente em contato para saber mais ou acesse nosso site!

Leave a Reply

Your email address will not be published.