Vacinação em massa nos EUA: quais são as consequências para as viagens corporativas?

Vacinação em massa nos EUA: quais são as consequências para as viagens corporativas?

Muitas pessoas têm se perguntado se a vacinação em massa quem tem acontecido nos Estados Unidos está tendo alguma eficácia e a resposta é unânime ao afirmar que sim!

Nesta terça-feira (15/6) o estado de Nova York celebrou com fogos de artifício o atingimento de 70% da população adulta vacinada. Essa marca representa uma imunidade de rebanho no estado, permitindo a não obrigatoriedade das medidas restritivas do COVID-19 para quem já se vacinou.

Sendo assim, agora a população pode circular livremente sem máscaras em ambientes públicos (exceto no metrô ou em clínicas), além do horário de funcionamento dos estabelecimentos também terem voltado ao normal e o distanciamento social ter deixado de ser necessário para os imunizados.

O governador do estado, Andrew Cuomo, agradeceu em um tweet os trabalhadores essenciais para atingirem essa marca:

Andrew Cuomo no Twitter

Conforme a vacinação avança nos Estados Unidos, nós podemos ver a pandemia se esvaindo e as coisas voltando ao normal aos poucos. Na sexta-feira passada, cerca de 2 milhões de pessoas passaram pelos aeroporto do país, algo que não acontecia desde março de 2020.

Apesar disso não representar o volume total anterior à pandemia, isso mostra o quanto a retomada pode ser rápida após a vacinação em massa. Se formos comparar com o mesmo dia em 2019, isso representa cerca de 74% do volume de pessoas nos aeroportos.

Mas quando se trata de 2020, são 1,5 milhões de viajantes a mais do que no mesmo dia do ano passado. Durante o mês de abril de 2020, houveram dias em que apenas 100 mil pessoas passavam pelos aeroportos do país.

Além das companhias aéreas, o setor hoteleiro também está vendo uma melhora após a vacinação. Mike Gathright, vice presidente sênior do Hilton Hotéis, disse que 93% da capacidade dos hotéis estava cheia no Memorial Day. Além disso, eles se mostram bastante otimistas para a volta das viagens de leisure e viagens corporativas no geral durante o outono estadunidense, que ocorre entre os meses de setembro, outubro e novembro.

“A distribuição da vacina, as restrições de viagens mais flexíveis, a confiança do consumidor – tudo isso está impulsionando a ocupação e a melhoria em nossos negócios” disse Gathright.

Antes da pandemia, os aeroportos tinham uma média diária de 2 a 2,5 milhões de passageiros. Enquanto isso, durante este período, o menor volume já registrado foi o de 87.534 pessoas no dia 13 de abril de 2020.

E o que isso significa para nós, que estamos no Brasil? Significa que a vacinação é sim eficaz e está fazendo as pessoas se sentirem mais seguras para sair de casa e retormar as suas vidas. Significa também que, caso os calendários dos estados brasileiros estejam certos e a população adulta seja toda vacina até o meados de outubro, até o final do ano o Brasil também estará voltando ao normal.

Sendo assim, se formos levar em consideração que faltam cerca de 6 meses para isso acontecer, o ideal é se planejar agora para a retomada. Pensando nisso, você pode contar com a Portão 3!

E se quiser mais dicas para a sua empresa, acesse a página inicial do nosso blog: Blog da Portão 3.

Leave a Reply

Your email address will not be published.